Na primeira semana de agosto, o Fórum realizou a primeira reunião da sua nova diretoria, eleita em julho para o biênio 2021/22. Os novos vice-presidentes se encontraram virtualmente para discutir a pauta prioritária que irá direcionar os trabalhos da nova direção este ano e alinhar as expectativas da atuação de cada um com a Presidente do Fórum, Cris Alessi, e representantes do BrazilLAB, organização responsável pela Secretaria Executiva do grupo.

O Fórum Inova Cidades tem uma governança baseada em cinco vice-presidências temáticas. Na ocasião, os representantes de cada área comentaram sobre os desafios e expectativas da nova gestão.

Responsável pela vice-presidência de Ambientes de Inovação, o Secretário de Inovação e Desenvolvimento de Ribeirão Preto/SP, Eduardo Molina, afirmou que a expectativa é “encontrar formas de compartilhar conhecimento entre experiências que já ocorrem para que prefeitos e secretários possam acelerar o aprendizado de boas e más práticas”.

Opinião compartilhada também pelo Secretário-Executivo de Transformação Digital de Recife/PE, Rafael Figueiredo Bezerra, Vice-Presidente de Soluções Inovadoras, que destacou o propósito das redes para “compartilhar fracassos e soluções inovadoras”.

O Secretário de Inovação e Administração de Santo André/SP, Pedro Seno, pontuou que os desafios municipais são muito parecidos e, por isso, “quanto mais gente estiver na discussão de processo e ideias, mais fácil desenvolver ações inovadoras”. Seno, que é Vice-Presidente de Governança e Planejamento, atualmente acumula também a secretaria de Finanças do município paulista.

“É tendência falar de inovar, mas conseguir levar esse pragmatismo, para colocar em prática, é um desafio”, comentou o Vice-Presidente de Relações Institucionais e Federativas, Antônio Carvalho, Secretário de Governança de Maceió/AL.

Ainda sobre os desafios, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Tecnológico e Inovação de Tubarão/SC, Giovani Bernardo, falou sobre “levar a temática do Fórum para todos os rincões do país”, com o objetivo de transformar o Brasil de baixo para cima. Giovani foi eleito para a vice-presidência de Desenvolvimento Regional.

Leia também