Em reunião no início de outubro, Igor Nazareth, subsecretário de Inovação e Novos Negócios da Secretaria de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação, apresentou à equipe do Fórum Inova Cidades programas fomento a ambientes de inovação que podem ser incorporados por municípios. A partir disso, o Fórum planeja pensar nos usos desses espaços para resolver problemas urbanos e da gestão local e estudar a melhor forma de difundir a agenda para as cidades.

1. InovAtiva Brasil

(Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços – MDIC e Sebrae)

Reúne mais de 2 mil startups, 926 delas inseridas no mercado pelo programa. Promove aceleração a distância, é gratuito, envolve todos os setores e abrange todo o território nacional. Etapa seguinte é a capilarização para estados e municípios.

2. Startout BR

(APEX, Ministério das Relações Exteriores e MDIC)

Fomenta a internacionalização de startups por meio de seleção e capacitação para prospecção de mercado internacional. Seu objetivo é alavancar ecossistemas de startups no Brasil promovendo modelo de negócio, ambiente de negócio, retenção de talentos, investimento e segurança jurídica.

3. Marco Legal das Startups

(Ministério da Economia e Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações)

Cerca de 160 pessoas dos setores público, privado e da sociedade civil organizada participaram da discussão sobre os gargalos para startups no Brasil. Foram reunidas propostas de como melhorar o ambiente de negócios, facilitar o investimento, pensar nas relações de trabalho e nas compras públicas. O projeto passou por consulta pública e deve ser publicado como Lei Complementar. Um desafio do Marco é agregar todas as iniciativas para startups nos níveis federal, estadual e municipal. O Fórum poderá atuar na identificação das oportunidades para startups no âmbito local, entendendo como se conectam a cada público e a qual fase de desenvolvimento específicos.

4. Brasil Mais Produtivo

(MDIC, Senai, Sebrae e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial)

Promove melhorias rápidas, de baixo custo e alto impacto em pequenas e médias empresas industriais. Já atendeu 3 mil organizações e pretende aumentar número para 300 mil até o fim de 2022, ampliando oferta para comércio e serviços.

A reunião com Igor Nazareth sobre os programas federais fez parte de uma agenda de encontros do Fórum Inova Cidades em Brasília para expandir sua atuação e representatividade.

Leia também