Também nesta quarta, dia 15 de fevereiro, foi realizada uma agenda estratégica do Fórum Inova Cidades com a Diretoria de Transformação Digital do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI). A Coordenadora-Geral Eliana Emediato e sua equipe foram responsáveis por apresentarem o setor aos representantes do Fórum presentes, destacando o trabalho da Diretoria no apoio às cidades. Esse apoio se dá, sobretudo, por meio do suporte às emendas parlamentares, a partir da elaboração de orientações e cartilhas sobre o escopo de atuação do Ministério e de seus respectivos setores. 

Emediato também destacou a estratégia do órgão em 2022, que passa pela abordagem de temas como internet das coisas e Inteligência Artificial (IA). Na prática, serão elaboradas legislações, editais e estudos, que beneficiarão parques tecnológicos, prefeituras e startups. A Coordenadora adiantou que serão lançados dois editais da Finep, com recursos do FNDCT (Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico), para startups que atuam com empresas e órgãos públicos, nas áreas de dados, cidades, indústria, saúde, turismo, agricultura e IA. Para as startups com soluções para o governo, a ideia é contar com a parceria da Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia (SGD) e do Laboratório de Inovação da ENAP, o GNova.

Outro ponto da pauta foi a discussão sobre a plataforma Inteligente, uma ferramenta de diagnóstico de maturidade para cidades inteligentes, disponível no site https://inteligente.mcti.gov.br. A solução reúne dados secundários e primários para gerar recomendações personalizadas a cada cidade, com objetivo de melhorar indicadores relevantes e tornar as cidades mais inteligentes. O órgão já está trabalhando em uma nova versão e debateu com os representantes do Fórum os caminhos e possibilidades para a plataforma. A ideia é acrescentar novos dados sobre ciência e tecnologia e os equipamentos do ecossistema, além de pensar em formas para a atualização automática e a introdução de indicadores da Carta Brasileira de Cidades Inteligentes. Após os feedbacks do participantes, a reunião foi encerrada tendo como encaminhamentos o compartilhamento de plataformas similares e outras referências, bem como a manutenção de um canal de comunicação aberto entre as duas instituições.

Recommended Posts